Obrigada por sua visita

Obrigada por sua visita

sábado, 14 de julho de 2012

A Tela do meu Destino

Tela
A Tela
Na tela em que meu destino foi bordado,
não há manchas de dedos
nem frouxos alinhavos
desfazendo a harmonia.
Nasci, certamente, das BORDADEIRAS DE SONHOS
que tecem lenços azuis todas as manhãs
para que a realidade, com seu duro fardo,
não pesponte escuridão onde o traço é de luz.
Aíla Sampaio
A Teia da EsperançaA teia tecida
nas noites de esperança,
rasgada e ferida,
segue a nossa andança.

E juntos, mãos dadas,
olhamos pra ela,
vontades paradas,
quais barcos sem vela.
Amigo, que o braço
cansado de tédio
ergamos no espaço!
É esse o remédio.
Depois de cerzidas,
não ficam marcadas
profundas feridas
em teias rasgadas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário